ESPORTE

Grêmio busca reequilibrar contas e vai atrás de devedores com cobranças milionárias




Foto: Grêmio/divulgação

O momento é de apertar o cinto e economizar o quanto for possível no futebol brasileiro. Sem nenhum tipo de competição acontecendo, diversas receitas previstas no orçamento das equipes estão comprometidas. Com o Grêmio não seria diferente. E para ao menos amenizar a situação, a diretoria tem se movimentado nos bastidores.

De acordo com o site UOL Esportes, o clube fez contato com diversos devedores que, no total, representariam hoje uma recuperação de R$ 18 milhões para os seus cofres. Entre eles, estão Fluminense (por um empréstimo no passado) e Figueirense (na transação envolvendo o zagueiro Werley). Já no exterior, Tijuana-MEX, Beijing Guoan-CHN e os sauditas do Al-Ittihad foram contemplados com a lembrança.

Cada uma das cobranças, é claro, tem um motivo distinto. Os mexicanos estão em dívida por conta da transação de Miller Bolaños, enquanto os chineses não pagaram ainda pelo mecanismo de solidariedade da compra do volante Fernando. Por fim, o último dos montantes se refere à ida de Marcelo Grohe para o futebol árabe, ainda na lista de espera.

Apesar do ímpeto gremista para obter o valor, a publicação adiantou ainda que os dirigentes estão reticentes quanto a receber tudo neste período. A intenção concreta é de ao menos conseguir alguma quantia para ajudar durante uma fase tão turbulenta quanto a atual.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM