CORONAVÍRUS

Preço do leite dispara para o consumidor




Foto: Divulgação

O preço do leite em Santa Catarina registra subida de até 50%, conforme Paulo Cesar Lopes, presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats). Segundo o representante, os estabelecimentos repassam o valor definido pelos produtores. Valter Antônio Brandalise, presidente do Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados (Sindileite-SC), garante que o aumento não tem ligação com a crise do coronavírus.

 

"No final de semana e desde quinta-feira, quando começamos a comprar o leite para repor os estoques, fomos surpreendidos pelo aumento de preço por parte da indústria. Hoje temos casos de aumentos de 40% a 50%. A resposta que tive da indústria é que estamos entrando em entressafra, além de estiagem no sul do Brasil. Nós somos repassadores de preços, compramos e revendemos", pontua o representante dos supermercados.

 

Valter garante ser uma coincidência o aumento de preço durante a crise. O representante da indústria láctea não aceitou conceder entrevista, mas garantiu que os motivos da subida são ligados à seca e entressafra. Conforme Brandalise, o reajuste ocorreria neste período independentemente da situação do coronavírus.

 

O Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados deve se manifestar publicamente através de nota oficial explicando os motivos da subida do preço do leite. Os representantes da área acreditam que o valor do produto pode ser reduzido a partir do mês de maio, por conta do ciclo de produção.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CORONAVÍRUS  |  27/03/2020 - 06h





CORONAVÍRUS  |  26/03/2020 - 19h


CORONAVÍRUS  |  26/03/2020 - 17h