ESPORTE

Ronaldinho Gaúcho está de aniversário neste sábado e tem uma linda história no futebol mundial




Foto: Getty Images

Nascido em 21 de março de 1980, em Porto Alegre, Ronaldinho Gaúcho completa hoje, sábado 40 anos. No entanto, o ex-craque não vive um dos seus melhores momentos e não tem muitos motivos para comemorar, uma vez que está preso desde o início do mês no Paraguai por ter entrado no país com documentos falsos, além da suspeita de participação em um esquema de lavagem de dinheiro.

Apesar do momento ruim na sua vida particular, quando o assunto é profissional, dentro de campo a carreira foi marcada por títulos tanto na seleção brasileira, quanto pelos clubes que defendeu.

A relação de Ronaldinho, talvez o maior jogador já revelado pelas categorias de base, e a torcida do Grêmio não é boa. Desde a saída em 2001, passando pelo quase retorno em 2011, acontecimentos pontuais minaram a relação de ambos.

A saída do meia para o PSG, em 2001, ocorreu baseada na mudança para a Lei Pelé, com o jogador ficando livre do contrato com o Tricolor, sendo paga apenas um valor após uma briga na Justiça.

No Grêmio, o ex-craque participou de 84 jogos e 33 gols, além de ter conquistado dois títulos.

A carreira de Ronaldinho na Europa começou em 2001 na França com a camisa do Paris Saint-Germain, que ainda não tinha todo o poderio financeiro dos dias atuais. Apesar de ter sido uma passagem sem títulos, foi no PSG que o “Rei dos Dribles” começou a encantar os torcedores europeus.

Ronaldinho chegou ao Barcelona em 2003 e teve a fase mais brilhante na sua carreira recolocando o clube catalão novamente entre as grandes equipes do mundo.

Em quatro temporadas, o brasileiro foi comandado pelo técnico Pep Guardiola e ajudou Lionel Messi nos primeiros passos como profissional.

Em 2008, Ronaldinho foi recebido por cerca de 40 mil torcedores em sua apresentação em San Siro e, apesar de não apresentar a melhor forma física, o brasileiro fez 10 gols em sua temporada de estreia.

Após altos e baixos na Itália, seis meses antes do término do contrato, Ronaldinho foi liberado para procurar outro clube.

Em janeiro de 2011, acertou sua volta ao Brasil: o meia-atacante ficou muito próximo de voltar ao Grêmio, mas surpreendeu ao ser apresentado pelo Flamengo.

A passagem de Ronaldinho pelo Flamengo durou apenas um ano e cinco meses. O meia-atacante, entrou na Justiça contra o clube para cobrar uma dívida de R$ 40.177.714,00.

Durante a passagem, ele marcou 28 gols em 74 jogos com a camisa do Flamengo. Ele chegou ao clube em janeiro de 2011 e conquistou um título carioca.

A princípio, Ronaldinho ficaria no Atlético apenas por seis meses. Entre junho e dezembro de 2012. No entanto, as boas atuações e a idolatria da torcida atleticana prorrogaram o período do craque no clube.

Ele não só recuperou o seu bom futebol e brilhou com a camisa do Galo, como também foi fundamental para o segundo lugar da equipe no Campeonato Brasileiro, além do título da Copa Libertadores conquistado em 2013.

Se aventurando no futebol mexicano, Ronaldinho assinou contrato com o Querétaro em outubro de 2014. Ao todo, o brasileiro permaneceu nove meses no México, registrando 32 jogos e oito gols marcados.

O meia ainda foi peça importante durante a campanha do vice-campeonato do campeonato da liga.

Em junho de 2015, o Fluminense anunciou a contratação do meia. Após ser recepcionado com grande festa, o ex-jogador não contou com o apoio da torcida e sua passagem na equipe carioca foi conturbada.

Ronaldinho amargou três partidas consecutivas no banco de reservas e chegou a ser vaiado ao concluir algumas jogadas em campo.

No período em que permaneceu nas Laranjeiras, Ronaldinho foi poupado em seis partidas, sempre com a justificativa de que estava aprimorando a parte física. No total, disputou nove jogos com a camisa do Flu: oito no Brasileirão e um na Copa do Brasil.

Após a breve passagem pelo Fluminense, Ronaldinho ainda realizou algumas partidas de exibição ao redor do mundo antes de anunciar aposentadoria em 2018.

Em 1999, Ronaldinho entrava em campo com a camisa verde e amarela pela primeira vez, em um jogo contra Letônia. Ali ele já mostrava o seu talento e que o Brasil tinha tudo para conseguir mais alguns anos de sucesso.

A sua primeira Copa do Mundo foi em 2002, e Ronaldinho acabou sendo protagonista de um lance que ficou marcado. Em uma cobrança de falta “magnífica” contra a Inglaterra, ele marcou o gol que virava o jogo para 2 a 1 sobre a Inglaterra.

Na final, o Brasil venceu a Alemanha por 2 a 0 e conquistou o seu quinto título e o primeiro de R10 com a seleção.

No momento, Ronaldinho e o irmão Assis estão presos no Paraguai há mais de uma semana e são suspeitos de entrar no país com passaporte e documento de identidade adulterados.

Até agora, 15 pessoas foram presas, acusadas de integrar um esquema criminoso de evasão de divisas, lavagem de dinheiro e fabricação ou adulteração de documentos. Segundo o promotor Osmar Legal, não há nenhuma outra acusação contra Ronaldinho e Assis, a não ser a de entrar no país com o passaporte adulterado.

A defesa de Ronaldinho e Assis considera a prisão dos dois "arbitrária, ilegal e abusiva".

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM