AGRICULTURA

Após quatro meses de estiagem, agricultores de SC comemoram chuva


Foto: Eliane Teles

A madrugada de terça-feira compensou, em muitas regiões, a falta de chuva dos primeiros 20 dias de agosto em Santa Catarina. Com a condição de estiagem desde abril, agricultores do Estado estavam preocupados com a possibilidade de atraso na colheita ou que a safra do milho e feijão, grãos que precisam de chuva regular para crescer, pudesse ser prejudicada a partir de setembro. Apesar de ainda não haver certeza sobre o fim da estiagem, a previsão de chuva é motivo de comemoração para os agricultores catarinenses.

Alexandre Bergamin atua como coordenador da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf) e aguardava ansioso pelo retorno da chuva. Ele afirma que a condição de estiagem causou problema no crescimento da pastagem nos campos de gado, o que gerou preocupação com a alimentação dos animais e atrasou, por exemplo, a produção de leite.

— Por mais que o inverno seja sempre úmido, a falta de chuva acabou atrasando a produção, em especial a do leite, já que a pastagem não se desenvolveu como deveria.  O retorno da chuva nesse período anima muito, já que o agricultor está de olho no plantio — afirma Alexandre Bergamin, que também é agricultor familiar em Cordilheira Alta, município localizado a 17 quilômetro de Chapecó.

Além de melhorar a situação atual no campo, a chuva também traz tranquilidade para as próximas safras. Alexandre explica que em setembro começam as plantações de milho e feijão, que dependem de volumes pluviométricos constantes e significativos para o seu crescimento. 

O coordenador da Fetraf acompanha a situação de outros produtores agrícolas e comenta que ainda no fim do mês, após a chuva, o produtor deve começar a preparação da terra para o plantio. Na semana seguinte, em setembro, o zoneamento agrícola já permite que os agricultores possam começar o processo de plantação, no qual alguns produtores iniciam a dessecação dos grãos e outros colocam grades pra mexer a terra e fazer o plantio.

Previsão é de muita chuva para os próximos dias

A chuva registrada na manhã desta terça deve continuar ao menos até a quarta-feira. Conforme o setor de meteorologia da Epagri/Ciram, as regiões Oeste, Meio-Oeste, Serra e Litoral Sul tiveram volume pluviométrico de 20 mm a 30 mm em apenas 12 horas. O Alto Vale do Itajaí, região que preocupava por causa da agricultura, teve intensidade um pouco menor durante o período, entre 15 mm e 20 mm.


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Participe do nosso grupo do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



AGRICULTURA  |   08/08/2021 10h08





AGRICULTURA  |   09/06/2021 09h56


AGRICULTURA  |   02/06/2021 06h34