Portal Faxinal

NOTÍCIAS



Ovacionado em volta ao Beira-Rio, Alisson ouve até pedidos para bater pênalti: "Só alegrias"

Após goleada do Brasil sobre Honduras, goleiro do Liverpool recorda momentos que viveu com a camisa do Inter

10/06/2019 às 07h00

Um dos jogadores mais esperados no amistoso do Brasil contra Honduras, no Beira-Rio, na tarde de domingo, quase não tocou na bola. Mas ficou longe de passar despercebido. O goleiro Alisson retornou a sua casa e ouviu até pedidos para bater pênalti durante a goleada por 7 a 0. Saiu de campo ovacionado, mesmo com público abaixo do esperado.

Três anos depois de cair em lágrimas encostado a uma das traves do estádio que tanto o venerou, em sua despedida pelo Inter, o ídolo colorado colheu os louros do título recente da Liga dos Campeões. Diante da facilidade com que o placar foi construído, ficou difícil recordar mais que duas defesas contra os hondurenhos. Ele não se importa.

Foi muito bom voltar ao Beira-Rio, ao meu estado. Vivi muitos momentos felizes, aprendi e cresci maior parte da minha vida. Feliz pelo rendimento e mais feliz ainda pela vitória, que é o que a gente queria hoje – declarou na zona mista do Beira-Rio.

Aos 35 minutos do primeiro tempo, o placar já apontava 2 a 0 para a Seleção, e a vitória estabelecida. O árbitro apontou pênalti em falta dentro da área sobre Richarlison. Enquanto Phelippe Coutinho pegava a bola para bater, uma parte da torcida começou a gritar o nome de Alisson, que ficou surpreso, mas não perdeu o foco.

Tão logo soou o apito final, o goleiro do Liverpool se permitiu aproveitar o momento diante de um estádio que sempre o aplaudia. Foi ao centro do gramado e retribuiu o carinho. Agradeceu aos colorados e também aos gremistas.

– Só alegrias, coisas boas. Quando acaba o jogo, a gente consegue aproveitar um pouco mais. Ontem (sábado), no treino aberto consegui aproveitar bastante. Carinho da torcida do Inter e do Grêmio, com respeito muito grande. Somos seleção brasileira, querendo ou não – destacou.

Hoje (segunda-feira), a Seleção já está em São Paulo, onde treina até sexta, data da estreia na Copa América, contra a Bolívia. A partida será disputada às 21h30, no Morumbi.

Fonte: GE



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.





VEJA TAMBÉM