Portal Faxinal

NOTÍCIAS



Pra elas: A tal da Lactose

Dhyna fala sobre o tema que preocupa centenas de pessoas.

27/12/2018 às 08h32
Atualizada em 28/12/2018 - 08h51

Natal, final de ano, festas, reuniões e comilança...muita comilança.
   Tem sobremesa da mãe, da vó da tia e até a gente se arrisca com aquela receita diferente que viu na internet.
    É fato que a gente exagera, mas as vezes, aquele incomodo que a gente sente não é culpa do exagero.
    Parece que é mais uma dessas “doenças modernas’’, os mais antigos ainda dizem que anos atrás, essas coisas nem existiam. Creio eu que existiam sim, mas eles achavam outra coisa para pôr a culpa.
     Intolerância à lactose é o nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Ela ocorre quando o organismo não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra e decompõe a lactose, que é o açúcar do leite.
   Como consequência, essa substância chega ao intestino grosso inalterada. Ali, ela se acumula e é fermentada por bactérias que fabricam ácido lático e gases, promovem maior retenção de água e o aparecimento de diarreias e cólicas.
    Os sintomas da intolerância à lactose se concentram no sistema digestório e melhoram com a interrupção do consumo de produtos lácteos. Eles costumam surgir minutos ou horas depois da ingestão de leite, de seus derivados ou de alimentos que contêm leite em sua composição. Os mais comuns são distensão abdominal, cólicas, diarreia, flatulência (excesso de gases), náuseas, ardor anal e assaduras.
   A intolerância à lactose não é uma doença. É uma carência do organismo que pode ser controlada com dieta e medicamentos. No início, é bom suspender a ingestão de leite e derivados da dieta para aliviar os sintomas. Depois, esses alimentos devem ser reintroduzidos aos poucos até identificar a quantidade máxima que o organismo suporta sem manifestar sintomas adversos. Esse “tratamento” tem como objetivo manter o cálcio na alimentação que junto com a vitamina D, é indispensável para a formação de massa óssea saudável, como a gente já viu por aqui.
     Pessoa que desenvolveu intolerância à lactose pode levar vida absolutamente normal desde que siga a dieta adequada e evite o consumo de leite e derivados além da quantidade tolerada pelo organismo.
    Para descobrir se você tem essa intolerância pode-se fazer 3 tipos de exames: teste de intolerância à lactose, teste de hidrogênio na respiração e teste de acidez nas fezes.
   Nos mercados já conseguimos encontrar uma linha gigante de produtos sem lactose, são um pouco mais caros que os normais, mas é o preço a ser pago para evitar desconfortos. Também tem um mundo de receitas de coisas gostosas que não levam leite, a pesquisas é sempre válida.
   Não esqueça de procurar seu médico de confiança se alguma dúvida aparecer por aí.
   Por hoje é só pessoal!!
   Até breve!!

Fonte: Dhyna Bosetti



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.





VEJA TAMBÉM