Portal Faxinal

NOTÍCIAS



Pra Elas: Vamos falar sobre Tireoide

O Tema é esquecido por muitas de nós e infelizmente pode causar grandes problemas.

11/12/2018 às 05h27

O assunto do dia é sobre uma coisa pequenininha mas com uma importância gigantesca.   Uma coisinha que eu mesma nem lembrava da existência até que ela parou de funcionar e levou meu organismo inteiro ao colapso. A tireoide.

 A tireoide é uma glândula endócrina, que fica em nosso pescoço e é responsável pela produção de dois hormônios, que tem um nome bem estranho, mas aqui vamos falar do apelido para facilitar nosso entendimento né, T3 e T4. Esses hormônios são feitos de iodo, e liberados na corrente sanguínea, eles são o combustível das nossas células e regulam a velocidade do metabolismo.

Ela age na função de órgãos importantes como o coração, cérebro, fígado e rins. Interfere, também, no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, no peso, na memória, na concentração, no humor e no controle emocional.

 Eu desenvolvi o Hipotireoidismo, depois da gravidez.  Me sentia extremamente cansada, cabelos fracos e unhas quebrando, pele escamando, esquecida que só, mas, o que me incomodava era o fato de viver de dieta e estar a cada dia engordando mais. Pensava sempre ser mil coisas, ‘’vou gripar’’, ‘’é o calor’’, ‘’é o frio’’, ‘’deve ser algo que comi’’ e assim seguia sem nem desconfiar o que era.

 Eu nem sabia para que servia um endocrinologista, até consultar com um, que me pediu um simples exame de sangue que constatou a minha disfunção. Minha tireoide não funcionava e por conta disso meu organismo inteiro também não. Aí vieram os muitos quilos a mais, colesterol alterado, diabetes, triglicerídeos nas alturas, ácido úrico enlouquecendo e um mundo de outras coisas que sem exagero nenhum estavam me levando para a morte. No meu caso, um mini comprimido em jejum todas as manhãs tem mantido minha tireoide funcionando e por consequência meu metabolismo também. Essa é uma doença autoimune e sem cura. Então para o resto da vida esse comprimido de hormônio me acompanha.

E quando se fala em hormônio nós mulheres sempre sofremos um tanto a mais. Somos feitas e movidas por eles. Nossa sina de guerreiras, sorte que a nossa força é sempre muito maior daquilo que tenta nos derrubar.

Longe de mim ser especialista em algum assunto, só relado por aqui o que aprendi, vivendo essas experiências. Estou sempre disponível para uma conversa. Se você tiver dúvidas, consulte o seu médico de confiança.

O sistema público de saúde disponibiliza consulta com endocrinologista e exames que ele solicitar gratuitamente, precisa ter um pouquinho de paciência na espera, mas sempre consegue.

Por hora é isso, se cuidem, que juntas a gente vai longe!
Beijos e até mais...
 

Fonte: Dhyna Bosetti



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.





VEJA TAMBÉM