Portal Faxinal

NOTÍCIAS



Presidente do TRE-SC aciona Polícia Federal para investigar fake news

11/10/2018 às 06h54
Atualizada em 11/10/2018 - 18h52

“Os produtores e disseminadores de fake news, inclusive de outros estados, que atacam com mentiras a Justiça Eleitoral e o processo eletrônico de votação, serão investigados pela Polícia Federal”, afirmou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, desembargador Ricardo Roesler, na tarde desta quarta-feira (10), ao requisitar abertura de inquérito à PF.

A iniciativa partiu da preocupação com a maciça disseminação e divulgação de notícias falsas (fake news) nas eleições gerais de 2018, em especial em relação à confiabilidade do sistema eleitoral, com o intuito de gerar tumulto no processo eleitoral.

“O mundo vive um déficit de confiança que vem alimentando intolerância, ódio, polarização e populismo, fatos que se refletem neste momento. O direito de manifestação não é absoluto, e não pode servir de instrumento à desestabilização social”, asseverou o presidente no ofício encaminhado à superintendente regional da Polícia Federal em Santa Catarina, Paula Dora Aostri Morales.

Além disso, o dirigente do TRE catarinense demonstrou indignação com as tentativas de descrédito por meio da distorção da verdade. “Precisamos atuar firmemente, a fim de coibir essas nefastas práticas que ofendem não apenas a Justiça Eleitoral, mas, sobretudo, o Estado Democrático de Direito, que está sendo lesado. É preciso agir para restabelecer a paz social, que se viu, e se vê, ameaçada por ações irresponsáveis daqueles que imaginam que seus atos não terão consequências, divulgando, sem checar as fontes e a veracidade das notícias, imagens e áudios”, afirmou o magistrado.

A Justiça Eleitoral já identificou elementos e fontes produtoras e disseminadoras de notícias falsas, inclusive fora do estado de Santa Catarina, que foram repassados à Polícia Federal, com vistas à apuração das condutas apontadas e à identificação dos responsáveis.

O presidente do TRE-SC estará à disposição da imprensa nesta quinta-feira (11), às 10 horas, no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (rua Esteves Júnior, 68), para esclarecimentos sobre o tema.

"Inclusive porque fatos ocorridos aqui em Xanxerê nos últimos dias (antes, durante e após o dia do pleito) também serão alvo de investigação por parte da Polícia Federal ." Destacou Clóvis Menegazzo Rodrigues, Chefe de Cartório Eleitoral de Xanxerê. 

Por Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC

Fonte: TRE-SC



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.





VEJA TAMBÉM