Portal Faxinal

NOTÍCIAS



Rumo da BRF será decidido por novo conselho nesta segunda-feira

Petros e Previ indicaram Augusto Marques da Cruz Filho para a presidência do conselho e Francisco Petros para a vicepresidência.

05/03/2018 às 05h14

Uma reunião extraordinária do Conselho de Administração da BRF, marcada para esta segunda-feira, será decisiva para a maior companhia catarinense, que enfrenta uma crise interna. No sábado, os fundos de pensão Petros e Previ apresentaram chapa com dez integrantes indicados para concorrerem ao colegiado da empresa, que surgiu da fusão da Sadia e Perdigão em 2009.

Os dois fundos pedem a saída de Abilio Diniz da presidência do conselho desde o prejuízo recorde, de R$ 1,1 bilhão, registrado em 2017. Dois anos antes, em 2015, a gigante das carnes chegou a alcançar o lucro líquido de R$ 2,9 bilhões.
O empresário, que preside o conselho desde 2013 e convocou a reunião, divulgou nota lamentando o mau resultado e criticando Petros e Previ pela falta de diálogo na crise. A queda de Diniz ocorre porque a maioria dos acionistas está insatisfeita com o desempenho da companhia. A promessa do empresário, assim que entrou na BRF, em 2013, foi de que os papéis, que então estavam na casa dos R$ 40, chegassem aos R$ 100 em 2017. No final do ano passado, alcançavam R$ 36. Nesta semana, bateram os R$ 30. A Operação Carne Fraca, que apurou irregularidades em frigoríficos, atingiu a BRF em abril de 2017. Um conselheiro politicamente importante, Aldemir Bendine (ex-presidente do BB e da Petrobras), deixou a posição e acabou sendo preso depois pela Operação Lava-Jato. E a delação da JBS revelou que dois ex-conselheiros da empresa agiam como infiltrados da rival, visando facilitar a venda da BRF. A empresa tem mais de 100 mil funcionários no mundo, 23 mil em Santa Catarina, e tem sete plantas no Estado e uma grande unidade de produção em Faxinal dos Guedes.

Fonte: Diário Catarinense



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.





VEJA TAMBÉM